Portfólio > Fantasmas e Projeções/ Ghosts and Projections

The Ghost of a Forest
Fotografia (ponta seca sobre negativo)
104 x 84 cm
2019
These Places Were Not Cities, They Were Forests
Fotografia (ponta seca sobre negativo)
104 x 84 cm
2019
The Projection of a City
Fotografia (ponta seca sobre negativo)
104 x 84 cm
2019

* Este tríptico foi criado para o Picture Berlin Festival e as fotos foram instaladas em volta do Parque Dreiländereck (Berlim) em uma exposição de arte pública - 2019. Todas as imagens são feitas a partir de negativos digitalizados que foram arranhados para criar textos e desenhos sobre a superfície fotográfica.

Ao criar imagens pensando no Parque Dreiländereck, um lugar histórico e politicamente carregado, decidi pensar em seu desafio atual: a luta contra a gentrificação e a possível destruição dos seus jardins para dar lugar a apartamentos de luxo. Este é um conflito persistente que acontece no mundo inteiro e parece ser cada vez mais comum.

No Rio de Janeiro, cidade onde que vivo e trabalho, não é diferente. A construção desenfreada e o planejamento urbano precário agravaram os alagamentos que a cidade já sofria. Em 2019, ouvi uma mãe explicando ao seu filho porque uma tempestade particularmente forte em fevereiro gerou caos na cidade. Ela disse: “Aqui não era cidade, era floresta”. Mesmo que pareça ser óbvio, claramente estamos esquecendo disso.

A simplicidade e universalidade dessa frase foi o ponto de partida para o tríptico. Eu arranhei a superfície de um negativo para escrever as palavras no céu de uma cidade (neste caso traduzidas ao inglês). Nas outras imagens decidi explorar a dicotomia entre cidade e floresta, árvores e edifícios. Sobre o negativo de um prédio, desenhei as árvores que imaginei que existiam naquele lugar, os fantasmas. No negativo de um parque urbano com um céu noturno limpo, criei os prédios que poderão cobrir esse mesmo horizonte no futuro, a projeção.

O encontro de três pontos: O que foi, o que é, o que será.